Blog

Cirurgia Plástica para estrias

16 de dezembro de 2014 Por: Blog

Lidar com problemas estéticos na pele nunca foi fácil e a preocupação é ainda maior quando se tratam de estrias – cicatrizes internas causadas pela ruptura do trajeto linear das fibras de colágeno e de elastina da derme. Essas marcas são de remoção difícil ou impossível, dependendo da localização. Porém, muitos procedimentos estéticos e cirúrgicos podem proporcionar cicatrizes mais suaves, quase invisíveis. Diversos tratamentos estéticos, como a maquiagem definitiva, o peeling e outros tantos procedimentos a laser, são excelentes alternativas para impedir que as lesões aumentem ou para amenizar suas marcas, deixando-as uniformes e melhorando o aspecto da pele.

Embora muitos pacientes procurem realizar cirurgias plásticas para a remoção de estrias, não existem procedimentos específicos para isso. A remoção desejada acontece de forma secundária a procedimentos com outros objetivos. A abdominoplastia, por exemplo, remove toda a pele entre o umbigo e o púbis (na marca da Cesárea, quando é o caso), região que concentra a maior parte das estrias do abdome. Outros exemplos são as mamoplastias, inclusive a mastopexia, que retiram pele da mama, principalmente do polo inferior.

Tais procedimentos retiram o excesso de pele e, com ele, as estrias da região.

Portanto, são efetuados apenas quando existe flacidez e não podem ser aplicados para qualquer área, o que impossibilita a remoção total e algumas estrias.

Assim, evitar o seu aparecimento ainda é a melhor alternativa. Hidratação e proteção da pele e do corpo, cuidados com a alimentação e prática de exercícios físicos são os grandes responsáveis pela prevenção do aparecimento das tão temidas estrias.

Tags:

Comentários

voltar