(85)   3055.0505 (85) 3055.0505
(85) 98785.7745 (85) 98785.7745

Blog

Estrias na gravidez

16 de dezembro de 2014 Por: Blog,Corpo

As estrias na gravidez são um dos maiores temores das futuras mamães. Geralmente surgem na região da barriga e dos seios e o melhor tratamento é a prevenção. A gestação é normalmente um dos momentos mais especiais na vida de uma mulher. Porém, nem tudo são flores. As alterações do corpo fazem parte das grandes preocupações das mamães de plantão. Ganho de peso, pele flácida e estrias são as grandes inquietações da maioria das mulheres após uma gestação.

Uma das grandes modificações é o aumento de peso, tanto por retenção de líquido e pelo acréscimo do peso do bebê, quanto pela tendência natural a engordar um pouco. Isso faz com que a pele, principalmente da barriga, passe por um processo de estiramento para acompanhar o aumento da circunferência abdominal. Com isso, a pele torna-se mais frágil e mais propícia para a ruptura de suas fibras elásticas de colágeno, responsáveis pela elasticidade e pela sustentação da pele.

As chamadas striae gravidarum, ou estrias na gravidez, costumam aparecer na região da barriga durante o segundo trimestre de gestação. Sem os cuidados certos são basicamente inevitáveis e chegam a ser previstas pelos médicos quanto a esse fator. Porém, muitos outros aspectos são determinantes para o surgimento das estrias durante a gravidez, como a variação hormonal, os dados genéticos, a alimentação, as formas de controle de peso e a hidratação do corpo.

A hidratação natural do corpo é de extrema importância, principalmente nas áreas mais afetadas com as alterações durante a gestação, como a barriga, o quadril e os seios. Existem alguns cremes específicos para grávidas, pois algumas substâncias são contraindicadas na gestação, como a ureia. (Vale ressaltar que todo e qualquer produto ou tratamento deve ser supervisionado pelo médico).

Uma gestante que sofre um grande aumento de peso é mais propícia ao surgimento das estrias, portanto, o cuidado com a alimentação representa um aspecto importante para a prevenção.

Nada garante sua remoção após a gravidez, já que se trata de lesão interna do tecido epitelial. Todavia, a adaptação a esses hábitos desde os primeiros meses é uma excelente alternativa para a prevenção das estrias.

Se você procura saber mais sobre cirurgia plástica depois da gravidez, assista o vídeo.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

voltar