(85)   3055.0505 (85) 3055.0505
(85) 98785.7745 (85) 98785.7745

Blog

Próteses de silicone texturizadas ou de poliuretano: e agora?

9 de março de 2016 Por: Blog,Corpo

Para explicar um dos problemas que acontecem com as próteses de silicone (e que atualmente podem ser evitados), seguimos o relato de uma paciente que ja havia feito uma cirurgia anteriormente, colocando uma prótese de silicone há pouco mais de seis anos, que estava para recolocar nova prótese. A prótese colocada há época foi uma texturizada (tipo de prótese mais aconselhada para pacientes sem presença de flacidez nos seios, que não tiveram filhos ou que não achem suas mamas “caídas”). Na nova intervenção cirúrgica, nosso cirurgião plástico, Eduardo Furlani, colocou uma nova prótese, agora de revestimento poliuretano, e acabou alertando para um fato e aconselhando para uma medida: a paciente de uns tempos para cá relatava incômodos com uma das mamas, como se o seio do lado esquerdo estivesse “desconectado com o restante do corpo”.

Na oportunidade da troca, foi observado que a prótese do lado direito estava na posição correta. Já a prótese do lado esquerdo, estava invertida. Segundo nosso cirurgião plástico, isso pode ter acontecido por alguns aspectos: flacidez dos seios, e no caso da paciente, pela utilização de uma prótese cuja superfície tem menos aderência, uma superfície texturizada. A nova, no entanto, tem revestimento de poliuretano (tipo aconselhada para pacientes que já tiveram filhos, que tiveram uma perca de peso substancial, ou que analisem suas mamas um pouco “caídas”, que era o caso), cuja superfície tem mais aderência aos tecidos vizinhos, com menor possibilidade de deslocamento ou inversão.

Sobre o autor: Eduardo Furlani CRM/CE 8316 – RQE 5876 é médico, mestre e cirurgião plástico. Diretor Técnico Médico da clínica Eduardo Furlani.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

voltar